Welcome to the FOCAL archive

The Canadian Foundation for the Americas (FOCAL) is no longer in operation. This website documents FOCAL's activities and accomplishments throughout its existence. Thank you for your interest in the work of FOCAL.

O Quebec e as Américas: uma parceria natural

Monique Gagnon-Tremblay  

Com o lançamento da nova Política Internacional do Quebec, em maio de 2006, o governo incrementou seu comprometimento nas Américas. Além de dar prosseguimento à sua participação ativa e constante nos trabalhos da Organização dos Estados Americanos (OEA) a partir de 2007, o governo intensificou suas relações bilaterais com Haiti, México e Brasil. 

Organização dos Estados Americanos

Numa perspectiva multilateral, uma das prioridades do governo do Quebec consiste em participar ativamente, através do governo canadense, dos trabalhos da OEA nas áreas que são de sua competência e que envolvam seus interesses específicos. O objetivo de manter relações com o principal fórum multilateral das Américas é essencialmente duplo, ou seja, promover, por um lado, os interesses do Quebec e assegurar que os mesmos sejam considerados na elaboração de instrumentos internacionais; e, por outro lado, contribuir para a cooperação continental vinculada às implicações transnacionais chaves, baseando-se nas perícias setoriais quebequenses, como por exemplo, segurança pública, justiça, educação e cultura. 

A prática desenvolvida com o governo do Canadá possibilita que o governo do Quebec participe dos trabalhos da OEA, inclusive da Assembléia Geral e das reuniões ministeriais interamericanas, como integrante das delegações canadenses, através de seu chefe de assuntos multilaterais em Washington. 

Além do mais, o desenvolvimento e a reconstrução da República do Haiti são o núcleo das preocupações do Quebec; motivo pelo qual colaboramos com os programas da OEA nesse país. Convém destacar que as colaborações quebequenses estão vinculadas às prioridades de intervenção da OEA no Haiti, entre elas, o aprimoramento do Registro Civil. Nesse contexto, peritos quebequenses participam do Projeto de Modernização e Integração do Registro Civil, decorrente de um acordo estabelecido entre a OEA e a Escola Nacional de Administração Pública do Quebec, financiado pela Agência Canadense para o Desenvolvimento Internacional (ACDI-CIDA). Esse projeto visa modernizar o marco legal do Registro Civil, dar formação aos dirigentes do governo e dotar a população haitiana de uma carteira de identidade que lhe permita, por exemplo, exercer seu direito de voto.

Relações bilaterais 

A relação privilegiada que Quebec mantém com o Haiti retrata-se também em nível bilateral. Essa relação, voltada principalmente para a solidariedade e desenvolvida bem antes do terremoto de janeiro de 2010, é fomentada pela partilha de uma língua em comum, pela proximidade geográfica e pela presença de uma importante comunidade de origem haitiana em solo quebequense. Assim, o governo do Quebec estabeleceu vínculos diretos com o governo haitiano; laços esses fortalecidos a partir da implantação do Projeto de Apoio ao Fortalecimento da Gestão Pública no Haiti, tendo por objetivo facilitar a transferência da perícia da administração pública quebequense para o alto escalão do funcionalismo público haitiano. Além do mais, Quebec atua prestando apoio aos organismos de cooperação internacional, sendo o Haiti o primeiro beneficiário do Programa Quebequense de Desenvolvimento Internacional desde sua criação em 1997. 

Em nível norte-americano, as relações entre México e Quebec têm sido incessantemente diversificadas e aprofundadas desde a abertura da Delegação Geral do Quebec na cidade do México em 1980. A relação com o governo federal mexicano é articulada, desde 1982, através do Grupo de Trabalho Quebec-México que co-financia projetos de cooperação nas áreas da cultura, da educação, da ciência e tecnologia e da economia. Quebec também possui laços bastante intensos com os Estados de Guanajuato, Jalisco e Nuevo Léon. Dentre as recentes realizações que melhor retratam essa realidade, destaca-se a presença do Quebec como convidado de honra no Festival Internacional Cervantino em 2009. 

Por fim, interessado em fortalecer seus vínculos com a América do Sul, o governo do Quebec concentra seus esforços no Brasil e no Chile. Aliás, foi com o propósito de acelerar o acesso a novos mercados, despertar o interesse de investidores estrangeiros, selecionar mão-de-obra qualificada ou de estudantes estrangeiros e também de facilitar o desenvolvimento de seus vínculos políticos e institucionais com determinados atuantes chaves do Brasil, que Quebec abriu uma representação permanente em São Paulo em 2008. Além do mais, Quebec continua incentivando intensamente a colaboração entre seus componentes mais dinâmicos e os da região sul-americana nas áreas da educação, da cultura e da ciência e tecnologia. 

A partir do lançamento da nova Política Internacional do Quebec, foram desenvolvidos vínculos com a OEA, considerando-se a política externa canadense, e foram consolidas as relações com Haiti, México e Brasil. Essas parcerias naturais visando, entre outros aspectos, a cooperação vinculada aos interesses mútuos, favoreceram a projeção da sociedade quebequense em sua região de pertencimento e contribuiram para intensificar concretamente o comprometimento do Quebec nas Américas. 

A senhora Monique Gagnon-Tremblay foi Ministra das Relações Internacionais e Ministra Responsável da Francofonia de 2003 a 2008. Foi novamente nomeada como ministra desse mesmo ministério em agosto de 2010. Pela sexta vez, foi reeleita deputada do Partido Liberal do Quebec na circunscrição de Saint-François (região de Estrie) nas eleições gerais de 8 de dezembro de 2008.


blog comments powered by Disqus
 
Comments Policy

Comments displayed in the Disqus forum are not the opinion of FOCAL, but of the commenter. Personal attacks, offensive language, false claims, solicitation and spam are not permitted.

Click "Flag" to report abuse to the moderator.

disqus_logo Privacy Policy

addthis AddThis Privacy Policy

Related Articles

A View of the Hemisphere

 

LBmaps1

Explore the link between governance and development.